Textos Mais Lidos

Outras Casas

Frase

Em breve...

Seguir por Email

Textualinos

Pesquisar neste blogue

Comentários

Recent Comments Widget for Blogger With Avatar For Blogger by Beautiful Blogger Widgets

 

 

+

 

A graciosa síndrome de "Phoebe in Wonderland"

"Phoebe In Wonderland" - Cinco Artes Filme

há um comportamento anómalo pelo qual me sinto extremamente fascinado, um conjunto de sintomas da própria natureza do caos, que rompem - até ao extremo inteligível- o gesto e a harmonia do corpo, sintomas únicos e irrepetíveis de indivíduo para indivíduo. Foi lhe atribuído o nome de uma síndrome com o mesmo nome do neurólogo francês Gilles de la Tourette que a interpelou. A síndrome de Tourette é uma desordem neurológica que se evidencia no comportamento da pessoa através dos tão irritantes "tiques involuntários, reacções rápidas, movimentos repentinos (espasmos) ou vocalizações que ocorrem repetidamente da mesma maneira" (wikipédia). Já tive o prazer de conhecer uma pessoa assim, fora da média pelo seu raciocínio artístico único...

O filme "Phoebe In Wonderland", realizado por Daniel Barnz, é uma particular história de uma menina com estas mesmas características, que encena com as personagens do seu real (não esquecendo que é uma ficção), no seu mundo imagético. Phoebe inicia uma viagem pelo seu País das Maravilhas, para entender as regras através das figuras que ela convida para lhe explicarem o próprio caos da sua natureza. Phoebe vê-se assim a passear pela escola com o seu pai carrancudo e sempre ocupado que, uma vez transfigurado, nada mais faz do que dizer:"Cortem-lhe a cabeça!", enquanto deambula vestido como o rei de copas para, com o seu jeito singular de estar no mundo, lhe explicar a caótica forma de não pertencer às regras das coisas. Não só o pai, como a professora e o seu melhor amigo se transfiguram nas personagens do espaço e do tempo caótico do mundo das maravilhas.

O mundo incompreensível de Phobe, a sua desordem, é a beleza do singular corpo humano, apenas anteriormente digna da dança, enquanto natureza da arte que se desgoverna das regras que a prendem ao mundo até, no caso da menina, se tornar um gesto numa pessoa singular.



É, de facto, um filme fabuloso e único... recomendo vivamente

0 comentários:

 

Um milhão de visitas

Este blog foi fundado em 13/01/05. Ao longo destes 8 anos passou um milhão de olhares pelos artigos e frases que aqui diariamente coloco. Já foi alvo de referência de vários órgãos de comunicação social, bem como de centenas de blogs e sites que visito ainda hoje com algum afecto. A todos um muito obrigado.

Contacto

vaz.correio@gmail.com