Um outro circo para o Palhaço Kikas


apresento-vos o "Palhaço Kikas"
conheci o meu amigo Eurico Dias há coisa de dez anos, aquando a apresentação da obra "Seres de Rã", o primeiro livro da "Trilogia da Experiência", em Caminha. A amizade nasceu através de um convite que o próprio me fez para visitar o "Cantinho do Palhaço", um pequeno museu de objectos e memórias de palhaçadas e palhaços. Nessa visita, descobri que o próprio tinha sido um dos palhaços mais conhecidos em tempos idos, o cntão chamado "Palhaço Kikas". As quantidade de amizades e conversas fragmentadas em pequenos pedaços de papel, cartas de amigos, de escritores, artistas e jornalistas, faziam parte do tremendo espólio de coisas para rir, e que o Eurico me foi revelando ao longo da amizade. Muitas vezes nos encontrávamos em conversas de pôr-do-sol, no conhecido "P'ra Lá Caminha", junto à bela praia de Moledo. Desta amizade fiz até, sobre ele, um pequeno texto numa passagem da obra "A Casa de Al'isse".
Há coisa de um mês estive, por última vez, com ele na apresentação da obra "O Estrangulador de Bonecos de Neve"
, queixava-se então, o meu amigo palhaço, que não me conseguia ouvir, tinha algumas dificuldades na audição, por isso somente para ele falei, depois da apresentação do livro, a um canto da sala, prometeu-me ler e dizer-me coisas no fim da leitura.
Soube, hoje, que Eurico, cansado destas palhaças da vida, faleceu, partiu assim para um outro circo... amigo Eurico, palhaço Kikas, de ti continuarei a falar, porque deixas muitas saudades
Enviar um comentário

Mensagens populares