Textos Mais Lidos

Outras Casas

Frase

Em breve...

Seguir por Email

Textualinos

Pesquisar neste blogue

Comentários

Recent Comments Widget for Blogger With Avatar For Blogger by Beautiful Blogger Widgets

 

 

+

 

para ti

gostava que o mundo residisse apenas no corpo
num gesto do cabelo
do cheiro
sentar-me no abismo do mundo
contigo
e contemplar o vazio
antes de nos jogarmos
sobre a imensidão do nada

gostava tanto
de ser a curvatura do sorriso
os sonhos da infância
ser a tua infância
sentar-me no abismo do mundo
contigo
e gritar o nome das coisas
antes de nos jogarmos
sobre a imensidão do nada

tanto gostava
de ser o lábio com que suportas o peso das palavras
o alento que aquece o corpo sentado à beira do abismo do mundo
contigo ser
a flor que sustentas atrás da orelha
sobre a imensidão do nada

gostava tanto de ser
nada
o nada que se esvazia
por nunca ousar tocar sequer no poema
que aos poucos liquidifica
à medida que o corpo colhe o leito
até caber nele
e preencher de vazio toda a imensidão do nada

Carlos Vaz

1 comentários:

 

Um milhão de visitas

Este blog foi fundado em 13/01/05. Ao longo destes 8 anos passou um milhão de olhares pelos artigos e frases que aqui diariamente coloco. Já foi alvo de referência de vários órgãos de comunicação social, bem como de centenas de blogs e sites que visito ainda hoje com algum afecto. A todos um muito obrigado.

Contacto

vaz.correio@gmail.com