Objecto Cardíaco e Esfera dos Livros

há coisa de um ano, estive num encontro com alunos, numa mesa onde participavam elementos responsáveis pelo caminho de um livro (autores, editores, distribuidores, livreiros, leitores, etc.), nesse encontro, o meu amigo João Autor Pinto, presidente da editora Labirinto, confessava à plateia a necessidade e o espaço que ainda existe no nosso mercado livreiro, pois há uma tendência para tudo estar aglutinado em duas ou três grandes editoras que, por exigência comercial, se centram no livro como se fossem sabonetes vendíveis; falou ainda sobre o dever das editoras mais pequenas proporcionarem aos leitores mais exigentes a oportunidade de encontrarem traduções, romances, ou poesia capazes de oferecerem resistência ao imediatismo e por aí marcarem a diferença.
Faço as dele as minhas palavras.
E, na verdade, eis que, passado um ano, o nosso mercado editorial vê nascer mais duas novas editoras que procuram preencher o espaço vazio do livro, ainda existente entre nós, junto de um público restrito (mas bom) e cansado das montras “light”, são elas: Objecto Cardíaco e a Esfera do Livros
a elas só lhes peço: dêem-me bons livros para ler
Enviar um comentário

Mensagens populares