florigen

a menina e a flor
florigen, o mistério do genoma do traço
donde saem as primeiras línguas petaleantes

e as línguas movem-se no tempo e no espaço
para falarem com as palavras estranhas que lhes perturbam o corpo
e dizem “giberelina” ao alongarem as línguas até as cores salivarem
“citoquinina” ao preencherem as mãos com polegares
“antesina” ao encurtarem os dedos que agarram o caule com que escrevem
as letras retraídas de beleza

as folhas encerram na aresta a noite que apaga o fogo
e no pequeno botão, as línguas brincam às escuras
com os vocábulos que se distanciam da luz
para florir
carlos vaz


1 comentário

Mensagens populares