por que razão morrem os pirilampos tão cedo?

O Túmulo dos Pirilampos, Isao Takahta
nem de propósito, a conselho de um amigo aluguei o filme “O Túmulo dos Pirilampos” de Isao Takahta, o mesmo relizador de Heidi, Marco, Conan, o Rapaz do Futuro. O filme retrata os efeitos anónimos causados pelos bombardeamentos dos Aliados, durante a Segunda Guerra Mundial, no Japão. Durante o filme a guerra como espectáculo é praticamente nula, ou inexistente, na verdade, o filme de Isao Takahta, retrata, essencialmente, o tal anonimato causado pelos efeitos de guerra que no “post” anterior vos falei. Isao soube pintar os horrores da fome, a dor dos afectos, e a perda que retira da guerra o poder do espectáculo, tornando-a aquilo que ela é na verdade.
Admito que chorei como uma criança durante o filme, principalmente quando a perda leva à pergunta “Why do fireflies die so soon?”. Penso que todos deveríamos, nesta altura de guerra tão propícia, visualizar o “Túmulo dos Pirilampos”, com certeza que, quando o espectáculo começasse de novo, afastar-nos-íamos e sofreríamos no anonimato
1 comentário

Mensagens populares