fios de luz nos dedos

o titereiro liberta fios de luz por entre os dedos
e solta o dia no espaço como cabelos

os títeres procuram libertar-se, dando cor às mãos
ilustrando em cada movimento um novo sentido

proibidos de tocar o solo que os aclama
os títeres giram, formando pequenos buracos negros, em torno de si

e no peso causado pela escuridão
descem os tais três centímetros necessários
para pisarem os dedos que tacteiam o mundo
com todo o sentido humano
Carlos Vaz
Enviar um comentário

Mensagens populares