Textos Mais Lidos

Outras Casas

Frase

Em breve...

Seguir por Email

Textualinos

Pesquisar neste blogue

Comentários

Recent Comments Widget for Blogger With Avatar For Blogger by Beautiful Blogger Widgets

 

 

+

 

novas anotações


1. tenho andado a ler um pequeno, mas interessante, texto disponível na Internet intitulado Uma liturgia invisível: arte e sagração em Vergílio Ferreira, escrito por Isabel Cristina Rodrigues (ver o blog da autora, os- três- caminhos, através dos links em "Casas de Afecto", ou clicando aqui).

anotação fora da anotação: para os leitores mais assíduos ao espaço da Casa, muitas foram as vezes que critiquei ou louvei - a partir do meu amadorismo como observador - esta ou aquela forma de chegar até à arte. No fundo meras exposições de opinião que podem ou não divergir das de quem me lê.

2. voltando ao texto, foi muito interessante verificar que a opinião sobre a arte de Vergílio Ferreira é em parte semelhante com a reflexão de arte que, a partir de um diálogo com Goya e Isaac, tento incutir no meu próximo romance a sair em breve, pela editora Labirinto: Capricho 43.
Segundo Isabel Rodrigues, para Vergílio Ferreira, à arte e ao artista cabem a tarefa de guiar o ser pelo mundo, já que ela, a arte, existe para nos ajudar a ver, «para não sermos cegos ou não estarmos mortos». Permitem-me, só neste ponto, discordar um pouco, penso que a objectivo próprio da arte é a de “perfurar os olhos até à cegueira total das formas cansadas do mundo”…

3. Recentemente participei numa antologia de poesia, revista “saudade 8”, cujo tema era, essencialmente, o conceito de arte como um meio clarificador no universo das incertezas. A arte transforma o modelo do monstro em beleza, o de pesadelo em sonho, bastando somente para isso apurar a água turva que o homem depois há-de beber»
4. Isabel veio-me alertar para a releitura necessária do Espaço do Invisível, e é o que farei em breve

texto de Isabel Cristina Rodrigues em pdf »

0 comentários:

 

Um milhão de visitas

Este blog foi fundado em 13/01/05. Ao longo destes 8 anos passou um milhão de olhares pelos artigos e frases que aqui diariamente coloco. Já foi alvo de referência de vários órgãos de comunicação social, bem como de centenas de blogs e sites que visito ainda hoje com algum afecto. A todos um muito obrigado.

Contacto

vaz.correio@gmail.com