Fiquei fascinado com as pinturas de Rosa Carvalho, "One Way", Galeria Presença.
(neste espaço encontrei um trabalho de Helena Almeida)

este fim-de-semana, visitei as célebres Galerias de Arte da rua Miguel Bombarda, no Porto. Espaços como a belíssima Galeria 111, com pinturas e desenhos de Francisco Vidal, “Ecotone”; a Galeria Fernando Santos, com colagens de Manuel Baptista e desenhos de João Tengarrinha; a G. Presença com pinturas de Rosa Carvalho; G. Serpente com bizarras e grotescas fotografias de Paulo Roberto; Galeria Graça Brandão, com pinturas de José Maia, “Paisagens”; a G. Quadro Azul com belos desenhos de Ignosi Roses; a Galeria Trindade com fabulosas pinturas de Cristina Alvarenga, às quais dedicarei, futuramente, um post da casa; etc.
Uma visita que durou toda a tarde, de forma gratuita, numa espécie de passeio calmo e com muito cheiro a tinta. Simplesmente fantástico.
Às galerias portoartecontemporânea dedico estas fotografias que a minha máquina simpacticamente trouxe para casa

Não me recordo o nome desta galeria. Aqui encontrei-me não só com uma pintura "sem título" de Ângelo de Sousa, bem como com uma das suas obras em metal (no chão).


Galeria Graça Brandão, pintura de José Maia, "paisagens".

Pormenor da bela Galeria 111. Uma galeria que, por si só, é a melhor obra de arte. Neste espaço, para além da simpatia, encontrei as pinturas e desenhos de Francisco Vidal
Enviar um comentário

Mensagens populares