TORRES DE PAPEL DE CÉSAR TAÍBO

Pintura de César Taíbo, s/título
depois de ter apresentado em exposições anteriores os “Diálogos Lunares”, os ”Oráculos de Paris”, os ”Oráculos de Tete”, os”Nus Trágicos” e as “Personagens Taíbicas”, César Taíbo exibe na galeria da Culturminho os seus trabalhos a óleo sobre tela e tinta da china, numa reunião de peças de colecções particulares da série "Nus trágicos" e "Torres de Papel"
Sobre o artísta escrevi uma vez:

0s seus temas descrevem figuras esfíngicas, corpos cujo rosto nos apelam para um encontro de sombras estranhas provindas do espaço monstruoso que coabita com o nosso quotidiano. Na verdade, nas suas pinturas, o corpo adquire novos gestos sombrios, bem como novas possibilidades de se ser um corpo. O humano das suas imagens, se na realidade existir algum, confunde-se com as labirínticas construções urbanas e dele saem mãos pela boca e olhos e trazem textos escritos como membros de um espaço “monstruado” pelo quotidiano (...), vejo nessas aparições de luz uma acção capaz de metamorfosear tudo em outros moldes disformes de existir. Mas a arte artística de César Taíbo não fica pela pintura, o autor já participou em obras de culto literário, onde facilmente podemos contactar a experiência com a imagem destorcida e o corpo sombrio das suas figuras (como na obra Luares de Kenguelequezê e ainda Lugar dos dias, esta última, uma obra com o escritor Pompeu Miguel Martins)
Enviar um comentário

Mensagens populares