A CASA TEXTUALINA

escrevi um dia: o nome deste blog, a casa dos sonhos do sono, está intimamente ligado à segunda obra da trilogia da experiência: A Casa de Al'isse.
Neste romance, a figura principal da Casa tem dois tipos de sonhos alimentados por duas crianças distintas. Alo e Letes, a criança dos sonhos despertos e a criança dos sonhos do sono. Quando a Casa é a dos sonhos do sono dá-se o lugar de encontro com o monstro do texto
(…).
Pois bem, o nome "a casa dos sonhos do sono" foi remetido para subtítulo, por sua vez optei por TEXTUALINO, um belo vocábulo llansoliano
(Maria Gabriela Llansol - Amigo e Amiga), o qual me debruçarei nos próximos dias. Assim, a mudança do título deveu-se a variadíssimas razões, entre as quais destaco: o facto de sentir que o anterior título estava demasiado longo; por estar farto de uma pequena percentagem diária de visitantes que chegavam até aqui à procura de "uma casa de sonhos"; e por ao fim de quatro anos estar gasto e fora do seu tempo. Contudo, peço-vos: se a mudança deve-se sobretudo por razões estéticas, não pretendo de todo que mudem os “links”, seja lá qual o nome criado no mesmo, “CARLOS VAZ”, “A CASA DOS SONHOS DO SONO”, “TEXTUALINO”, pois não me importa a forma como cá cheguam os amigos, desde que cheguem, isso sim!
Já agora, gostaria de ter a vossa opinião
1 comentário

Mensagens populares