Textos Mais Lidos

Outras Casas

Frase

Em breve...

Seguir por Email

Textualinos

Pesquisar neste blogue

Comentários

Recent Comments Widget for Blogger With Avatar For Blogger by Beautiful Blogger Widgets

 

 

+

 

A INSUPORTÁVEL DOR DA ABSTRACÇÃO

interessantes anotações de Ruy Ventura, no livro Dez Anos de Solidão de Daniel Gonçalves. Tal como ele, também sou da opinião que o homem é adverso à caoticidade, não aguenta a insuportável dor da abstracção, e para tal a poesia terá um papel fundamental, ao procurar apresentar a inteligível realidade fragmentada. No caso desta bela obra de Daniel Gonçalves, o instrumento de união encontrado pelo poeta, na sua poesia, é certamente o da fulgorização da palavra (mas nisso apenas falarei no sábado)… como dizia, a poesia não ultrapassa a disparidade de sentidos caóticos, apenas nos indica os caminhos possíveis de conviver neles, mas correm-se riscos graves, por vezes os caminhos nem sempre são os mais indicados, e chama-se a isso a má-poesia. E diz Ruy Ventura: é preciso descalçar os poemas, mesmo que os pés sejam feios. Evite-se no entanto tirar as botas quando a falta de limpeza lançará para o leitor somente um intenso mau cheiro

0 comentários:

 

Um milhão de visitas

Este blog foi fundado em 13/01/05. Ao longo destes 8 anos passou um milhão de olhares pelos artigos e frases que aqui diariamente coloco. Já foi alvo de referência de vários órgãos de comunicação social, bem como de centenas de blogs e sites que visito ainda hoje com algum afecto. A todos um muito obrigado.

Contacto

vaz.correio@gmail.com