ALUNOS, POESIA E CIÊNCIA

tive o prazer de estar com o Rui Lage, autor convidado para a II Semana de Leitura, organizada pela escola Ancorensis. À semelhança de anos anteriores, fui conhecendo o autor, conforme ia mediando a conversa. O que me encantou foi, sobretudo, a equidade literária, entre a minha escrita e a de Rui Lage, por este procurar trazer para a poesia a ciência necessária a um verso. De facto, como aqui já falei várias vezes, poucos são os autores nacionais, mesmo entre os mais jovens, que procuram na linha dos planetas, ou no átomo da flor, as palavras necessárias.

Um dia Agustina disse que o futuro da literatura dar-se-ia através da aproximação com a ciência, caso contrário tenderia a desaparecer. A proclamada morte da Literatura. De facto comentava com o autor a pratica da incansável repetição da vidinha, nos textos contemporâneos. Apesar de poucos autores darem a devida importância à ciência na Era das Incertezas, Rui Lage é uma prova de que isso está a acontecer, por isso entrou para a minha lista de autores imprescindíveis à leitura, fiquem atentos

1 comentário

Mensagens populares