AS LEIS DE CLARKE ii

segundo li, Arthur C. Clarke, no ensaio Hazards of Prophecy: The Failure of Imagination, parte do livro Profiles of the Future, fala-nos de três leis:

I. Quando um cientista distinto e de idade avançada diz que algo é possível, quase certamente ele está certo. Quando ele diz que algo é impossível, muito provavelmente está errado. II. O único caminho para descobrir os limites do possível é aventurar-se um pouco além dele, entrando no impossível. III. Qualquer tecnologia suficientemente avançada é indistinguível da mágica.

Apesar de serem três, a lei inicialmente era só uma, esta lei primordial vinha acompanhada de uma definição sobre o que seria a idade avançada e que, segundo me parece, numa edição francesa da obra a deturpou, e a lei era a seguinte:

Em física, matemática e astronáutica, significa acima dos trinta anos. Em outras disciplinas, a decadência senil é por vezes adiada até os quarenta anos. Claro que existem gloriosas exceções; mas, como qualquer pesquisador recém saído da faculdade sabe, cientistas acima dos cinqüenta só servem para reuniões de directoria e devem ser mantidos fora do laboratório a qualquer custo

leia o resto aqui e aqui
1 comentário

Mensagens populares