Textos Mais Lidos

Outras Casas

Frase

Em breve...

Seguir por Email

Textualinos

Pesquisar neste blogue

Comentários

Recent Comments Widget for Blogger With Avatar For Blogger by Beautiful Blogger Widgets

 

 

+

 

"De La Servitude Moderne" de Jean-François Brient

"Da Servidão Moderna": imperdível, fabuloso, único, obrigatório
"De la Servitude Moderne" de Jean-François Brient, um documentário fantástico que ilustra a servidão social do mercantilismo bacoco em que vivemos e ainda acreditamos, acerrimamente, como sendo a única ferramenta possível para a progressão do Humano. É um documentário que está ao alcance de todos, pois pode ser visualizado em 5 partes, a partir do "youtube", ou podemos, ainda, fazer um download gratuito, a partir da página oficial.
"De la Servitude Moderne" está imbuído do mesmo espírito crítico e audaz de "A Sociedade do Espectáculo" do escritor e realizador francês, tantas vezes aqui citado, Guy Debord. Por entre as denúncias, de realçar a ilusão do voto, numa sociedade mercantilista, entre o mesmo e o mesmo... os partidos políticos são, neste filme, caracterizados através da criação ilusória de uma possível diferença utópica dentro da mesmidade, apenas mudando um ou outro aspecto, é segurada, eleição após eleição, a mesma essencial mercantil.
A crítica social não é apenas esta, há ainda uma clara denuncia da aprendizagem vazia de toda a sociedade, na arte, na escrita, na música, também vinculada e leccionada nas escolas. Uma educação esvaziada de valores e cultura, carregada de um propósito da felicidade gratuita e sem exigência que tem, unicamente, por base o objecto.
Na próxima "COISA CRÓNICA", que irá sair no "As Artes entre as Letras", falo precisamente deste tema da nova felicidade social que despe a democracia, remetendo-a para a alegria do efémero, depositada apenas no deus do dinheiro. Vivemos, definitivamente, na Pecuniocracia
 

Um milhão de visitas

Este blog foi fundado em 13/01/05. Ao longo destes 8 anos passou um milhão de olhares pelos artigos e frases que aqui diariamente coloco. Já foi alvo de referência de vários órgãos de comunicação social, bem como de centenas de blogs e sites que visito ainda hoje com algum afecto. A todos um muito obrigado.

Contacto

vaz.correio@gmail.com